08/05/2008

Um pouco de obviedades

Tudo tem seu tempo. Mas, o difícil é esperar esse tempo chegar. Achamos que já estamos prontos para ele e não agüentamos ficar sentados na cadeira mofando. A grande dádiva da vida é saber fazer algo de produtivo no período stand by.

Eu andava meio estressada por uns estágios que achei que tinham que rolar e não rolaram (que pobreza de vocabulário! Aff). Aí, uma amiga me disse: “Por que você não aproveita para estudar”. Eu quase lhe disse que era isso que eu vinha fazendo há 5 anos na universidade, mais 3 de pré-vestibular. Só que tive a humildade de entender que estava certa.

Nós precisamos de obviedades em nossas vidas. Dizem que é por isso que os livros de auto-ajuda fazem sucesso. Em lugar de ficar quebrando a cabeça e o coração com caras errados, ser feliz com o “óbvio e certo de baixo do nariz”. Em vez de ficar chorando pela gordurinha aqui e ali tomando mil shakes, tirar o tênis do armário e correr. No lugar de parecer que sabe um pouco de tudo, se debruçar sobre os livros...

Entrei na biblioteca com as duas gotas e meia de “saco” que me restavam, acompanhada por uma amiga e fomos procurar livros para ler. Ela escolheu um bem fino “que conseguiria ler”. Eu peguei dois tijolões e empilhei nos braços. Em casa, instalei uns programas novos de editoração de imagem e sentei a bunda na cadeira. Estudar. Estudar. Estudar. Sim, o óbvio. Sem estratégias mirabolantes.

Principalmente, sem ansiedade, sem estresse, sem cobranças.

Desde que vi no Globo Repórter um médico explicando que a ansiedade libera substâncias em nosso corpo que ajuda a matar rapidamente nossas células e nos envelhece muito mais rápido, a luz acende vermelha e sonora ao menor ataque de histeria.

Na reportagem, foi mostrada algumas comunidades japonesas e outras americanas onde as pessoas comiam muitos vegetais, caminhavam, cultuavam o silêncio e a paz interior. Isso está muito longe da minha vida estressante. Mas, o quanto eu sou responsável por ter um dia-a-dia assim? Qual a parcela de culpa que me cabe?

A ansiedade é minha maior fraqueza. Que bom saber disso porque, consciente deste problema, tento agora me controlar.

Depois deste texto catártico e sem qualquer criatividade, volto a estudar. Acho que acabei com minha cota de criatividade no capítulo de hoje do meu livro.

Vou terminar para não ficar pior. Beijos ni vcs.

Li Mendi

4 comentários:

Lucy disse...

A vida é óbvia. As pessoas é que complicam. Mas, tlz... não tivesse tanta graça se vivêssemos na obvieade o tempo inteiro. E, realmente, precisamos que nos digam o óbio porque, no meio do tiroteio, ninguém enxerga nada.

Tb sou mto ansiosa... mas, hj em dia, deixei de lado (e muito) essa dorzinha que incomoda o estômago e me deixa irriquieta. Por mim, agora, o mundo pode estar acabando que eu vou sentar e ver o tempo passar (já tá acabando mesmo, agora não adianta fazer mais nada, rss).

Texto sem criatividade não é seu, Li. Adorei a catarse. Bjo ni vc. (^_^)

luana disse...

Tb sofro do mesmo mal da ANSIEDADE ,mas tb tenho aprendido muito a controlá-la..rrsrsr
Tenho aprendido que as coisas só acontecem na hora certa, não quando achamos que estamos prontos, preparados...
Para mim isso é uma aprendizado diário, mas acho que estou conseguindo pelo menos estou tentando e isso já é um grande passo!!!
Muitos beijos a todos

Débora Vales disse...

Esse post foi nada mais, nada menos, tudo que eu precisava ler hoje.Cheguei a ficar assustada O.o

O stand by eterno :(
Tudo que a gente faz parece que não tem efeito,a vida não caminha.É mt bizarro!

A travessia é uma época mt, mt difícil.Perdi as contas das vezes em que eu quiz desistir.E desistir justamente daquilo que eu mais custei ( e mt) pra conseguir que foi estar na universidade.Voltando a travessia (eu não me recordo mt bem se foi em no Grande Sertão Veredas que eu li,acho que nem foi hehehe)é a época que mais se aprende na verdade.Então vamos fazer o óbvio aprender e ler que é mt bom mesmo ahahaha

deboracv86@hotmail.com

Bjos

Lucy disse...

Ocorreu um pensamento agora. Muitas vezes não percebemos o quanto mudamos porque as coisas que aconteceram não eram exatamente o que estávamos buscando. Os grandes feitos, as grandes obras da nossa vida são construídas a partir dos pequenos passos. Mas, não damos atenção para estes. Concentramo-nos tanto no fato em si (entrar na universidade, conseguir um emprego, comprar um carro) que esquecemos dos pequenos detalhes, das pequenas mudanças que nos levaram até ali. E são estas que realmente valem a pena. São elas que fazem vc se transformar e ser quem vc é hoje. Estar aonde está.

Você pode pensar que estagnou. E até pode estar certa. Eu, por exemplo, costumava dizer que havia perdido tempo em outra faculdade. E que só agora cai na real. Não. Não perdi tempo algum! Observando o mundo com os olhos da Lucy de hoje, percebo o quanto amadureci, tanto pessoalmente quanto na visão do que eu quero para mim.

Hoje, sou absolutamente feliz por estar estudando Jornalismo. Adorei ter investido meu tempo em outro curso porque, se assim não fosse, hj talvez eu ainda estivesse em dúvidas se eu realmente gosto do curso. E eu tenho certeza, por ter experimentado outro curso, que é esse caminho que eu quero seguir. \o/

Então, como todas nós concordamos, o que interessa é aproveitar o tempo que temos. Sentar e estudar, mas sem deixar de buscar. Temos o dia inteiro para fazer tudo o que quisermos. Não precisamos ficar angustiadas para fazer tudo de uma vez. Mas, também não deixe que um dia passe sem que vc tenha dado pelo menos um passo em direção daquilo que vc deseja alcançar.

Uma idéia legal é escrever no papel tudo o que quer fazer e, em cada grande projeto, escreva subitens que são os pequenos passos que precisa dar para chegar lá. Isso é importante porque, ao ler o papel vez ou outra, vc não se esquecerá do que já conquistou e verá que, na real, vc não está parada, mas sim, movendo-se aos poucos, como tem que ser. A pressa não te deixa fazer grandes coisas! \o/ Por isso a paciência é uma virtude e a obstinação, uma característica que deve ser cultivada eternamente. \o/

Bjos, mocinhas lindas!!!