11/04/2008

Códigos do corpo

Desejo incontrolável por pão ou massa pode significar que... você não comeu o suficiente. E seu corpo sabe que carboidratos fornecem energia em um piscar de olhos. Procure ingerir pelo menos 1200 calorias diárias.

Desejo por doce ou chocolate significa que... você precisa de proteínas. Sem esse nutriente, que libera energia aos poucos, o organismo vai procurar combustível rápido para elevar a taxa de glicose no sangue. Vale apelar para um copo de leite, que tem 31% das necessidades protéicas.

Desejo por salgadinho significa que... você está desidratada. O organismo está pedindo sal para conservar a pouca água existente. Que tal um suquinho gostoso?

***

Ontem, um amigo dos Estados Unidos reclamou, no msn, do nada: "Minha mulher está se descuidando". Normal se eu ouvisse isso de uma amiga provavelmente magra e linda, querendo perder os "órgãos internos". Mas, vindo de um homem... "Como assim?". "Aqui as mulheres são de dois tipos de letra: "l" e "o"." Eu, comecei a ficar curiosa pelo assunto, afinal, a cabeça dos webdesigner são sempre muito gráficas! " "L" são as muito magras e "o" as gordas". - explicou.

Veja que ele não é preocupado com isso: "nunca reclamei, ela era até meio complexada com isso no Brasil, mas aqui está deixando totalmente de lado".

E vocês sabem que amigas que voltaram de lá passaram pela mesma experiência emabarangante?! Sem contar a cor de doente de uti! Isso acho que é cultural. Não estou chamando as americanas de feias! Mas, aqui no litoral do Brasil, pelo menos, o calor nos faz expôr muito mais o corpo. Acabamos ficando fixadas em ser o mais bonita dentro do limite de cada uma (às vezes, no de todas também, rs).

O sol te ilumina e traz até uma força para malhar e correr. Esses dias de chuva me trancaram em casa com muito chocolate. Hoje, olhei para a luz brilhante do dia e dei um gritinho: óooooooooh, to horrível!

Depois desse texto absurdamente "legalmente loira", um beijo e um queijo (ricota para não engordar,fofa!).

Li Mendi

2 comentários:

Lucy disse...

É, essa questão é complicada do casal que vc citou. Outro dia, ouvi alguém dizer que o cônjuge havia se descuidado e engordado, que não gostava de exercícios e comia td o q via pela frente. Isso desgastou o relacionamneto deles apesar de o cônjuge sentir ciúmes e gostar e tal.

Acredito que quem tem uma vida com um determinado nível de cuidado não consegue conviver bem com quem está num nível abaixo de procupação com isso. Afinal, o "saudável" olha para o "Não-saudável" e pensa no mal que ele está fazendo a si mesmo... em como ele ficará "caidásso" quando for mais velho... etc etc etc. Mas acredito que não é tão difícil fazer um esforço e tentar o mínimo, né? Tipo, evitar comidas gordurosas, comendo esporadicamente para não sentir falta. Passar a comer em horários certos para não bagunçar a digestão... etc.

Se alguém está em um relacionamento com alguém bonito e saudável, com um corpo atraente, não custa nada oferecer a essa pessoa o mínimo também de qualidade. No caso das mulheres, estar sempre limpa e apresentável (não digo arrumada como top model, mas um cabelo limpo, cheiroso e bem penteado e tal). Vale a pena investir tempo nisso. No fim, quem sai ganhando somos nós! =)

Li, eu to um "o" mas logo logo serei a primeira letra do meu nome!!! \o/ rsss
Bjoks, meninas!!!

Aninha Barreto disse...

aiai... essa briga com balança eu cinheço há anos!!!! e isso é um saco!! muito desgastante!!!