24/02/2008

Aos leitores, minha explicação



Com o laptop sobre o colo e cheiro de terra molhada entrando pela varanda da sala, escrevo com uma saudade de 2 meses. Um barulho de água lavando as folhas que tranquiliza o espírito, esse já em paz pela missa que acabo de ir.

Depois da mudança para o meu apartamento, fiquei sem internet. Trabalho o dia todo e não acessava o blog faz um bom tempo. Eis que hoje, lendo os posts e comentários, vi um desequilíbrio de humores que me entristeceu o coração.

Então, volto em uma tarde de sol, com o telefone celular na mão e a voz da minha amiga de tantos estados de distância ao meu ouvido. Ela estava passando por uma grande provação em sua vida que lhe demandava energia psicológica e física. Eu sei que não tenho o direito de contar o que houve, mas considero edificante testemunhar uma frase sua: "Li, eu não vou contar no blog os meus problemas, pois nele eu quero passar as coisas boas".

Essa pessoa que autruisticamente pensou no próximo, em vez de fazer uma catarse pessoal a que tinha direito, é minha amiga Lucy, que cuidou do nosso blog para mim. Cada uma tem um estilo próprio de escrever, mas nenhuma é melhor que a outra, já que escrevemos com o coração.

Então, uma pessoa em anonimato escreveu que o que ela escrevia não tinha diferença alguma para sua vida. Eu fiquei meditando em silêncio todos os comentários. Refleti por um tempo, ao som dessa chuvinha que cai no Rio de Janeiro. Aproveitei que estou no apartamento do meu namorado e ele saíra para correr. Agora estava quieta e podendo usar a internet para rever o blog e ler os comentários depois de 2 meses.

Pensei em escrever com o intuito de passar uma mensagem para todos os corações, desde aqueles que gostam de tudo que aqui é publicado, até aqueles que dizem estar totalmente desagradados.

1- Nós não deixamos de publicar os textos por má vontade, mas por questões técnicas (meu caso de estar sem rede) e pessoais (o da Lu, de ter que dedicar parte do seu tempo para se doar em prol de uma causa muito nobre e difícil).

2-O tema do que escrevíamos mudou um pouco sim. Agora com nossos namorados formados, vamos falar de nós e de assuntos que achamos interessantes. É complicado escrever sobre uma realidade de outrora que não existe mais. Porém, ficamos felizes de saber que há um legado de mais de 300 textos e alguns livros online sobre o assunto deixado por este blog. (Para conferir, veja o link da história do diário aqui no perfil à direita).

3-Devemos olhar o próximo com mais compaixão e afeto. O mundo da competitividade fomenta nos seres humanos uma cobrança por proficiências e produtividade da ordem das máquinas! Se uma pessoa não escreve em um estilo que agrada a um, ou não fala sobre assuntos que apetece a outro não significa que sua mensagem é menor. É preciso olhar para dentro de nossos corações e buscar no nosso interior as nossas falhas. Apontar no semelhante as suas privações é uma atitude tão pequena e pouco edificadora.

4-Antes de dizer que fulano escreve mal em um blog, por que não nos perguntamos: "Será que essa pessoa está com algum problema e por isso se afastou da sua página? Como eu posso ajudá-la? Enviando um e-mail?", "O que eu posso fazer para colaborar com o diário para que fique melhor? Enviando textos de minha autoria ou de escritores consagrados?" É preciso ter reflexões construtivas para somar e não agressões verbais destruidoras que apenas diminuem.

5-As nossas palavras, no ímpeto da mágoa, acabam por dar margem às separações, quando o interessante é buscar crescer junto. O individualismo e a inveja são ervas daninhas que estão na publicidade atual. "Compre este carro para se sentir melhor que seu vizinho", dizem os slogans. Isso é uma loucura total a que chegamos. Dizer que o que uma pessoa escreve não serve para nada é fruto de um coração que precisa de amor. Nós falamos aquilo que nosso coração está cheio. Se ele está repleto de energia boa, tentamos emanar isso para aqueles ao nosso redor. Agora se nos falta isso, agredimos e machuamos em atos, palavras e omissões.

Por fim, peço desculpa pela ausência que ainda irá se estender por mais umas semanas e deixo a todos a expectativa de que em breve voltarei a ter internet.

Minha querida amiga, Lucy, você é uma pessoa muito especial. Senti-me no dever de dizer tudo isso publicamente, pois já passei por muitas situações como essas e comentários assim também. Continue a escrever e em breve estaremos juntinhas aqui na net bolando textos em dupla, viu?

Um abraço afetuoso em todas vocês, leitoras!

Li Mendi.

13 comentários:

Lucy disse...

Sem comentários. (Risos)
Eu amo você, Li. Bjus, miga! \o/

luana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luana disse...

Lucy minha linda força para você sempre...
Também estou passando por momentos difíceis,mas com certeza sairei fortalecida para a vida q me espera...
Beijos sempre....

luana disse...

Liiiiiiiiiiiii que bom que vc voltou, me senti quase q uma órfã.. rsrsrrs
Sinto em vc uma felicidade tão grande!
Beijos e não some mulher...
Luana

luana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucy disse...

Luana! Obrigada pela força, mocinha! É bom tê-la conosco por aqui. Bjoks pra vc! ;)

eliane disse...

olá amadas! to aqui no pc do meu namo com dengue. afff.... eu amooo muito vc viu? quero voltar loguinho. meus pais tão me torturando sem telefone depois da mudança. affff. rsrs.

luana disse...

Quantas vezes eu liguei o meu pc desesperada com a distância, insegurança, incertezas e vcs através dos mais belos textos acalentaram o meu coração e espírito...
Semana passada um pouco triste, mas esta semana a alegria está total!! rsrsrrs
Xêro em todas..
Luana

Aninha Barreto disse...

olá meninas!!! eis que outra sumida veio dar sinal de vida!! os meus blogs estão as moscas... to corridaça com a monografia e com o trabalho!!! mas levo vcs no coração viu!!!

Aninha - Campo Grande - Mato Grosso do Sul

titta_* disse...

Nossa!! lembrei de vcs hoje,garotas!!
minha vida tá uma correria só,mas naqueles momentos de "voar com o pensamento" (ah! faa sério! todo mundo deve ter!) lembrei-me do blog e - especialmente! - de vc,Li!
me senti na obrigação de vim aqui deixar claro q o meu sumiço não tinha nada a ver com a mudança de foco do blog..e olha o q encontro?! parece coisa combinada,né?!
mal posso esperar pra ter tempo e voltar a ler o livro q abandonei e os posts de vcs! Arranjei logo uma net,heim?!e Lucy, força,tá?! eu não sei bem q aconteceu,mas se um carinho do fundo do coração -ainda que telepaticamente! - ajudar..sinta o auxílio!
quero em breve vê-las novamente a todo o vapor pq PRA MIM vcs são muito importantes!!

beijo =****************

Lucy disse...

Oi titta_*!!! Obrigadíssima pela força, vc tb é importante pra nós, viu? A participação, a sua força (telepática!) nos dá bastante ânimo. Afinal, um blog sem leitores não tem a menor graça.
Bjoks pra vc!!! E logo o período de transição passará e a gente volta com todo o gás! \o/

IzA BeTTeR disse...

Oiee Meninas, faz um tmpo que adimiro o trabalho de vcs, jah li todos os bloggs anteriores e agora acompanho vcs aki...
Passei um tmpo pensando se deveria me apresentar jah que sou tão novinha por aki, naum keria atrapalhar os comentários de vcs!
Mas aki estou, e me apresentando, sou Taíza Bettervide,tenho 17 anos (12/08/1990) moro em Santa Maria-RS,terminei o ensino médio ano passado e passei pra administração-UFSM, namoro o Cad Marcelo Ferreira, 2º ano da AMAN há 6 meses(18/08/2007) mas o conheço há 2 anos pois ele eh amigo do meu irmão Cad Bettervide, tbm 2° Ano.
Concluindo, quero dizer a vc Lucy que naum se abale diante essas dificuldades, vc cm certeza e mtu admirada por mtass pessoas e seu brilho eh natural e jamais será apagado!!! Deixo a vcs Li e Lucy os meus sinceros votos de admiração, pq vcs guerreiras são um grande exemplo não soh pra mim, mas pra mtas meninas, afinal não são todas que são capazes de aguentar o q nós namoradas de militar suportamos!!!
Espero receber notícias de vcs, e será um imenso prazer poder conhecê-las um dia ^^

"Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar o autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a cada manhã pelo milagre da vida...Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta...Pedras no caminho? Guardo todas, um dia construirei um castelo..." (Carlos Drumond)

Beijos no coração de todas, ateh + ^^

Ana Carolina disse...

Mais uma sumida dando sinal de vida!!!!rsrsrs...lii...tbm to me mudando, e vc sabe bemmm como é isso..e meu amor tá morando em resende, eu no rio por conta de um curso e uma pós que começa em março agora..e minha vida parece um furacão...ainda não veio a calmaria!!!Tenho que trabalahr, ir ao curso, cuidar de uma casa de 15 em 15 dias(isso inclui lavar roupa, secar, fazer uma faxininha, e outras coisas)...por isso andei tanto tempo sumida!!!Espero voltar com mais frequencia agora...rs
Ahhh...Lucy..esquenta com os comentários não...algumas pessoas não tem noção as vezes que quem está no outro pc tbm vive e sofre como uam pessoa qualquer...vc merece muitas coisas boas, só por tentar manter o blog memso com preblemas pessoais...E se a li já gosta tanto de vc assim...confio no gosto da li, e acho que deves ser uma pessoa maravilhosa...e assim merece tudo de melhor na sua vida!!rs...ahh..e quanto a um texto seu sobre o frio da Aman...tente ir agor aem abril...vc não sente frio...vc congela..rsrsrsrsrsrsrsrs....beijinhos minhas lindas!!!