01/11/2007

Combate à inundação e algumas idéias...

Estava eu aqui no meu quarto, feliz e contente, quando levanto-me da cadeira afastando o ventilador de mim e... EI!!! Água!?

Segui o rastro transparente sobre o chão e... OH NÃO!!! Meu quarto alagou. Ou melhor, quase alagou. O que me salvou foi o meu colchão (que é caro pra caramba) dado pela minha mãe e que ela me recomendou mais de mil vezes para não colocá-lo no chão. Eu, teimosa, prefiro ele no chão mesmo porque não gosto daquela cama de rodinhas. Quando eu faço exercícios no quarto, é mais fácil levantar e encostar o colchão na parede ou no guarda-roupa, mas se ele estiver sobre o tal negócio com rodinhas, vou ter que tirá-lo de lá, levar a cama pra fora, pegar o colchão e.... enfim, cansa só de pensar porque é tudo pesado. Se bem que já seria um aquecimento, né? Anyway...

Então, depois que a Neti (trabalha conosco) enxu
gou o quarto, eu passei pela porta que dá acesso à varanda (isso, meu quarto tem uma porta que é da varanda e o chão é no mesmo nível, ou seja, chove pra caramba e a água vem pra cá, inevitavelmente), e comecei a escorrer a água de lá com o rodo. Nós duas ficamos enxugando a varanda. Eu estava descalça, sentindo a água ge-la-da sob os pés e com, pelo menos, dois centímetros de profundidade. Senti-me como Gene Kelly pisando na rua alagada e a água enxarcando os sapatos dele. Só não dancei porque estava preocupada com a ameaça de dormir no molhado (lembrei agora do nome de uma música do Moreira da Silva, bem legal pra quem gosta de samba de breque - o nome é "dormi no molhado").

Quando terminamos, colocamos meu colchão lá fora, sobre as cadeiras, para enxugar. Eu pensei: "é capaz de chover de novo e o colchão vai molhar todo". Apesar de, intuitivamente, saber disso, deixei o bichinho lá. Algum tempo depois, ouço trovões. Corro pra varanda e trago o colchão pra dentro. Nem preciso dizer que a água congelante me fez sentir um frio... aiai... Depois de lutar contra a "correnteza", eu estava quase perdendo quando resolvi colocar o colchão como barreira na porta do meu quarto (já estava todo molhado mesmo!) e chamei a Neti pra me ajudar e começamos a jogar a água para o andar de baixo. Tem uma escada daquelas em forma de espiral e é bem aberto o espaço, dá pra jogar água por lá. Então, fomos jogando água e o meu sobrinho ficou na porta da cozinha, nesse andar de baixo, impedindo que a água entrasse. Depois, a Neti desceu e ajudou ele a conduzir a água pra garagem e, de lá, pra rua. E eu fiquei defendendo minha porta, agora com uma espérie de... não sei explicar. É um troço feito de madeira, fino mas com uma superfície grande. Funcionou como se fosse uma pá que eu arrastava no chão e consegui, desse jeito, empurrar mais água do que com o rodo pequeno.

Depois de algum tempo (eu acho que foi quase uma hora nessa brincadeira), eu cansei e a chuva tava diminuindo. Eu havia tomado banho porque planejava ir ao cinema, porém, distraí-me com umas tarefas da faculdade e quando vi, fui combater a água. Tomei outro banho na chuva e mais um depois que parei de lutar. Já conformada com o fato de não ter ido passear, fui comer algo e descansar porque logo teria de voltar para a porta e verificar se ainda tinha muita água. Já de noite, voltei pra lá e, mais uma vez, escorri a água da varanda toda, agora com a ajuda de um amigo da minha mãe. Concluído o serviço, eu tomei um sorvete e fui ao cinema para recompensar meu dia de heroína!!! \o/

Ah! E a água também entrou pela outra sala que temos, mas foi bem menos. E também alagou um pouco perto da escada por causa de uma espécie de janela grande que temos bem no meio da casa e que está com um vidro solto. A Neti colocou uma bacia, mas a água ainda assim espalhou-se ao redor da bacia, pegando parte da escada e do corrimão. Mas, não conseguimos salvar a casa!!!

Bem, só queria contar um pouco da aventura do
meu feriado! Dá até pra parafrasear... "não chore sobre a chuva derramada". (risos) Eu não chorei, nem mesmo quando vi o colchão, que minha mãe tem tanto cuidado, todo molhado e pensei "me lasquei". Pelo menos, o colchão me salvou de ter o quarto inundado porque a chuva que alagou meu quarto foi de manhã bem cedo e eu dormi até quase 13hs. Mas, enfim, não chorei. Peguei o rodo e fui à luta. =)

Agora, vamos falar da parte "idéias" escrita no título deste post.
Feriado é dia de descanso e/ou diversão, então, eu estava olhando para uns livros que tenho por aqui e resolvi começar seriados de difer
entes temas, com mensagens de incentivo, outras engraçadinhas, algumas nem tanto, mas todas com o intuito de descontração, aprendizagem, coisas interessantes como aquela edição da super interessante que mostra curiosidades do mundo e coisa e tal. E para servir de backup quando eu estiver sem inspiração. Apenas eu, porque a Li não tem esse problema, a inspiração dela é oxigênio!

Pena que não pude falar com a Li sobre a idéia, espero que ela goste! ;)
Ajudem-me a convencê-la de que é uma ótima idéia, sim? (risos)

Eu vou começar com o "Série: Não Chore Sobre o Leite Derramado", que é o título de um livro que adquiri recentemente. Tem umas idéias legais de como aproveitar melhor a vida e combater o estresse. Vocês podem dar idéias também nos comentários e assim, podemos aumentar nosso rol de dicas para ter uma vida mais leve e divertida!

Alguns consideram como livro de auto-ajud
a, mas eu acho que dar dica de como melhorar o aproveitamento das coisas não é bem auto-ajuda, afinal, você está recebendo conselhos de alguém. Eu gosto desses livrinhos com essas sacadas legais sobre a vida, porque você se diverte em ver outros pontos de vista, novas formas de encarar as situações e usar as circunstâncais a seu favor, nem que seja apenas uma forma de manter a sanidade mental diante das tempestades. =)

Espero que gostem e conto com a participação de vocês!
Grande abraço!!!

Fonte: imagem (1) e imagem (2)

P.S.: Enquanto a Li tá off por uns dias, vou fazer uma pequena bagunça por aqui, afinal, sem ela, o blog fica sem graça. (-_-)'

5 comentários:

Deisinha Rocha disse...

Uai...
inundação em plena Brasília...
rsrs

Lucy, merece medalhinha de bravura depois de tantas batalhas travadas contra a chuva...

rsrs

bjOo ni vc, Lucy...


AH!!!!!!!
Lih, a idéia das séries são ótimas, viu... já até me empolguei... é demais...
rsrs

Li disse...

muito bom "peter pan ensopada" hahahaha.
rsrs.
Miga, linda vejo q posso me ausentar qnd quiser que o blog será muito bem cuidado. por isso que te adoro.
agora, fiquei frustrada, cade o tuchim? pensei que ia ler de novo aki! rsrs

Lucy disse...

Hum! Eu to cum vergonha ainda! [>.<] to esperando um bom momento apra a grande estréia dele! =)

Medalhinha de bravuraaaaaa!!!
Toda ensopada! Depois de treinar para combater o fogo, agora eu treinei contra a água! hehehehehe

Deisinha, valeu pela força!!!
Bjo ni vcs!!! \o/

Deisinha Rocha disse...

Pq será q eu adoro esse blog???

rsrs

bjOo mininassss...

Deisinha Rocha disse...

ah, esse "ni"... vo te falar, heim...
rsrs