04/10/2007

Escrito nas estrelas

Olha como a nossa família de mulheres que amam um militar cresce! Recebi um belo e-mail da Rita, que ama um sargento que serve o Exército Português e está em missão, na França. Ela deixou um recadinho para colocarmos no nosso querido diário:

"Eu sei que o amor não desiste, que ele existe e vence tempestades, quebra algemas, prende e liberta, pelo antagonismo que existe em si mesmo, aquece a alma enquanto vivo, e gela como a morte no rompimento, eu sei que ele está no ar, mas a sua ausência é um vazio imenso. Por isso digo, o valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que elas acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis, e vc meu AMOR MILITAR é uma delas, obrigado pela sua existência Sargento Felix (meu anjo) BEIJOS! RITA."

A Rita nos concedeu uma bela entrevista que já está no nosso livro:

"Era um dia chuvoso e bem depressivo, entrei em um chat, na net. Chamou-me atenção seu nick, (Gato Felino). Começamos a conversar e ficamos assim por muito tempo. Falamos sobre tudo: serviço, amizade, suas missões de alto risco, assim foram meses, ate descobrirmos que falávamos todo dia, que estávamos apaixonados um pelo outro, que mesmo ele tendo seus alunos de guerra, indo para Iraque, Irã, não conseguia sair sem me deixar um email.Hoje, estamos bem, falamos todos os dias pelo msn e celular, é incrível toda nossa história, muitas coincidências, falamos a mesma coisa juntos, adoramos o mesmo filme (escrito nas estrelas), que ele teima em dizer que é nossa história, temos o mesmo livro como preferido, ele diz que é sibiose, almas gêmeas."

(Leia a entrevista na íntegra,
clique aqui>>)

SE SE MORRE DE AMOR!

Sentir, sem que se veja, a quem se adora,
Compreender, sem lhe ouvir, seus pensamentos,
Segui-lo, sem poder fitar seus olhos,
Amá-lo, sem ousar dizer que amamos, (...)
Arder por afogá-lo em mil abraços:
Isso é amor, e desse amor se morre!

(...)

(Gonçalves Dias)

Amor

Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor!

(Hamlet - Shakespeare)


Meninas, não fiquem distantes. Quando passarem aqui, deixem um recadinho. Isso é importante porque toda troca traz crescimento. Às vezes, bate uma sensação ruim de que estou falando para ninguém. Dêem um gritinho que seja. :P


Fonte = Imagem

4 comentários:

titta_* disse...

AAAAAAAAAAAaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh...

o.O

alg pediu um gritinho??
pedido entregue!

assine na linha marcada pra confirma recebimento,por favor.
x__________________________

Desde já, Obrigada! =)

titta_* disse...

agora sério..
a gente estuda (pelo menos eu fui assim! shame on me! #X) literatura tão mecanicamente, conversa na aula, algs até dormem..é tão chato decorar métricas e escolas e autores e características. Depois, qdo o senso de "obrigatório" passou, comecei a valorizar mais. Foi exatamente o q aconteceu agora entre mim e o Gonçalves Dias. "poeta romântico, 1ª geração, consolidador do romantismo no Brasil." viu?! eu lembro de algo ainda. ;)
Mas colocando num contexto (o do blog) ele foi algo + que a Canção do exílio pra mim.
Ele me tocou! Hoje, sua poesia me disse algo!


bjo,Li! =*****************

Elaine Cavalcanti: disse...

Lindo!! Eu qria escreve assim!! Qndo eu tava na barriga da minha mae, passei mto pouco tempo no sertor de escrita, acho que a fila de leitura estava menor! ;P
Bjs!

Li, to amando o livro (No quarto ao lado)!!!

Li disse...

oi elaine, que bom que está gostando!!!!

titta,

Li Mendi
____________________

A ass hahahahah.

Beijos!