29/10/2007

Não tenho nada a dizer...


É chato esperar a inspiração ter a bondade de visitar e me conceder o prazer da sua inestimável ajuda. Cansei de esperar e isso não é bom. Geralmente, quando escrevo muito sem ter qualquer inspiração para isso, o que vejo produzido é um texto praticamente inútil, sem o qual você leitor poderia passar o resto da vida sem lê-lo.

Porém, contudo, entretanto, todavia*...

*Parênteses: PCET ou P7 – gosto tanto de usar várias palavras para dizer a mesma coisa, tenho orgulho do nosso idioma que nos dá tal liberdade de expressão. Talvez, por isso, o Brasil esteja sem limites, mas, voltando ao assunto.

... é melhor escrever qualquer coisa do que ficar sentada “com a boca escancarada cheia de dentes” esperando a dona inspiração ter piedade de mim e vir me dar uma ajudinha, mínima que seja. E nem posso reclamar tanto dela assim porque eu tenho... cof cof, tinha, pelo menos, três textos para escrever, mas acabei não fazendo. Eu li durante o dia e pensei: “vou escrever quando chegar em casa”. Adivinhem o que aconteceu? Nem precisa adivinhar. Cheguei em casa sem vontade ou energia para produção. E eram temas muito legais, as idéias pipocaram na minha mente e eu estava, na hora do insight, muito empolgada. As conexões já estavam tomando seus postos na minha odisséia textual (gostei dessa expressão), mas, a pregüiça me impediu de fazer algo bom.

Olha só, um tema: O que a pregüiça pode fazer com você.

Nah... todo mundo sabe o que ela faz conosco, para quê ficar repetindo, não é? Só vou dizer uma coisa: nós não temos muito tempo. Pode parecer pouco, mas 100 anos, ou melhor, 60/70 anos (nossa atual expectativa de vida) passam muito rápido. Ainda ontem, eu estava na festa de 15 anos e, anteontem, eu estava correndo no parque, numa época que eu nem precisava usar blusa e usava short e tênis, igual ao meu irmão – só mudava a cor: ele usava azul, eu, vermelho.

Hoje, o vermelho que vejo está nas opções de vestidos para a formatura do meu namorado. Vou olhar o calendário para fazer a enésima recontagem de quantos dias faltam para o grande dia e, por curiosidade, procuro ver as datas dos feriados do ano que vem.

Colchete: Aviso logo: 2008 será uma negação para quem depende dos feriados para viajar. Prepare-se! Inclusive, estou pensando em rasgar o calendário de 2008 e partir direto pra 2009! Mas, antes, preciso ver quantos feriados ele vai ter.

Então, eu passo pela data do meu aniversário e penso: “caramba, já tenho 23, vou para 24. Logo logo, completarei 30 anos!” E bate aquela angústia que caracteriza a síndrome do Peter Pan. Eu gritei no meu íntimo: “Não! Eu não posso ter essa idade, eu ainda não cresci! Eu não quero crescer!” – e a Lucy-mental jogou os braços para cima e ajoelhou-se, tentando entender por quê o tempo passa tão rápido e o que fazer para aproveitar todo o tempo que Deus me concedeu.

Não quero fazer uma resolução de ano novo, ainda falta muito pro ano acabar, mas eu deparei-me com uma situação ruim* e quero aproveitar todo o tempo do mundo! Tenho sede de viver as emoções e situações! Só espero que dê tempo. E é por isso que eu digo: não perca tempo com besteiras, brigas fúteis e orgulho. Baixa a guarda, passe por cima dos próprios defeitos e desejos egoístas para poder aproveitar tudo o que a vida, dada por Deus, pode te proporcionar!

*Parênteses: Não, não é porque estou envelhecendo. Isso me assusta um pouco, mas não tanto. Na verdade, tenho medo de envelhecer de uma maneira nada saudável. E, mais, tenho medo de envelhecer e não conseguir fazer tudo o que eu gostaria! Isso sim me angustia. Não quero pensar em como vou me sentir com rugas, vendo meus filhos já crescidos, meus netos brincando ao meu redor e eu e meu marido sabendo que, logo logo, chegará a hora de partir. Eita, ok, parou por aqui. Chega de escrever e refletir. [¬¬]

P.S.: Eu não disse que acabo chegando num lugar aonde não queria? É, eu não disse. Mas, digo agora. Poutz!

P.S.2: Eu espero que os textos ajudem alguém, em algum lugar, de alguma forma. Se não, bem... eu tentei. *suspiro de pesar*

5 comentários:

Li disse...

querida amiga do coração, seus textos sempre ajudam, bem como suas palavras.
obrigada por ontem, por ouvir meu coração triste e angustiado, viu?
seus conselhos sempre sábios "mesmo que eu não concorde", como vc sempre diz, rs.
adorei a parte de rasgar o calendário hahahahha boa.

bom, acho tb que devia tudo ser mais devagar (junto hen? hahahah lembra? lembrei) eu ia crescer mais tranquila.

bj ni vc linda

Li

Paula disse...

Lucy,
gosto do seu jeito de escrever, vc me parece, mesmo que entre as linhas, tão empolgada (não desse texto tvz, mas de outros que lembro de ter lido e de ter ficado esse pensamento), enfim... Gostei da dica do calendário, apesar d eu e meu namorado estarmos completamente falido de tantas viagens nesse ano, acho q vou me arriscar a viajar no proximo feriado do dia 14 (?? dia 14???), pra compensar a falta deles ano que vem, já que pelo visto vamos voltar a encher o cofrinho.

mil bjos!
(estou indo lá ver o calendário)

Deisinha Rocha disse...

Lucy...
sabe q agora poukinho eu tava reclamando q estamos no fim do ano... ki novembro passa muito rápido, q meu aniversário ta chegando, q eu não kero fazer 19, q eu to começando a ficar estressada e q eu não fiz tudo o q eu prometi pra mim mesma q ia fazer nesse ano, e q a vida ta passando muito rápido e q eu qro voltar a ter 15 anos - qndo eu não me preocupava nem com namorado (acredite ou não, meu primeiro namorado foi nessa idade), nem com vestibular, nem com trabalho (pq vida de desempregado não é fácil) e nem com responsabilidades; q a minha vida era apenas acordar, ir pro colégio, fazer trankilamente meu curso de teatro, dança e mais nada...

aih... vida louca, vidaaa...

gostei tbm da parte em rasgar o calendário...
só q eu não qro ir pra 2009... kero voltar no tempo... eu não crescer agora...
-ok... eu não tenho escolha... então, continuemos a crescer - mentalmente, pq pra cima, acho q já cresci tudo e pro lados nem pense nissoo...

rsrsrs


bjOo ni vc, Lucyyyyyy...

*Thâmara_Cristina* disse...

Oi,olha inspiração não é sempre mesmo!Alguns texto podem ser inúteis,+ são algo!Eu sempre escrevo muito quando estou triste,e isso me deixa ainda + triste,+ fazer o q??
E quando vc fala em envelhecer,eu tb sinto isso e não gosto!
bjs!

Lucy disse...

Ai ai, gente... a vida tem desas coisas... paulinha, realmente eu sou mto empolgada, quando começo uma idéia, vou envolvendo outra e outra e por aí vai até quase não parar mais... eu gosto dessas idéias que eu tenho mas, sei lá... fico olhando e pensando: essa p**** tá sem rumo. [¬¬]

é deisinha, eu tb keria poder voltar no tempo... mas eu keria voltar com a maturidade q tenho hj... eu era mto idiota nakela época... com a mentalidade de hj, eu teria feito um percurso mto melhor nakeles anos antigos... e ainda bem q nao to crescendo mais (nem pra cima, nem pros lados)... ;)

aiai, thâmara... quando eu escrevo, eu respiro... mas me cansa as mãos... eu já passo o dia digitando... por isso faz tempo q não escrevo nada... =(

mas enfim, obrigada pela visita e pelos comentários, meninas!

bjo ni vcs! =)