08/07/2007

O valor das pessoas

Ontem, dormir foi impossível. Tomei 3 injeções de analgésico no hospital e finalmente consegui apagar. Ali, variando na maca, ainda pude ouvir o choro de uma mãe. Sua filha no leito ao lado do meu estava sendo salva pelos médicos. Tomara veneno para se matar. O marido que tinha há 16 anos a traíra. Isso me fez refletir sobre como, às vezes, nos doamos demais e nem sempre o retorno é igual.

Colocamos o sonho do outro em primeiro plano, fazemos todo o sacrifício do mundo... E na hora H, lá estamos, sozinhas. Por isso, que sempre digo e podem me atirar quantas pedras forem, eu sou em primeiro lugar, depois os outros... Estou passando uma fase muito difícil. Mas muito rica em oportunidades para enxergar com lente de aumento o valor que tenho para as pessoas...

Um beijo no coração de todas da ROBOCOP aqui, que agora está de pescoço imobilizado. rs.

Li

2 comentários:

aninha disse...

maninha!!!! estou orando por vc viu!!!!! te adoro!!!!!!!!

Quel disse...

Li!!!
Pode ter certeza que estou rezando por vc querida!!!
Melhoras...e se cuida!!!
Bjusss