14/07/2007

Anuladas!

Eu estava aqui prontinha para encontrar meu namorado. Mas mudanças de horários e atrasos... (normal no Brasil!). Só daqui seis horas. Então, vim aqui falar de um problema. Já ouvi dizer que o blog é o “Muro das lamentações”. Achei engraçado a zoação. Ri, quando me contaram. Mas é sério o assunto agora.

80% das pessoas que não comentam no blog é porque os namorados não deixam. Ops, foi duro você ouvir isso?! De repente, sentiu aquela pontadinha de identificação? O contador do nosso blog marca cerca de 50 visitas (em média). Então, por aí, eu já estou satisfeita que não só eu entre aqui. Objetivo concretizado: divulgar idéias, emoções. Sim, você pensou que o post era para reclamar da falta de comentários? Claro que não. Está ótimo assim. O assunto é outro muito mais profundo.

Por exemplo, ao entrevistar algumas mulheres para o meu novo livro, encontro muitas dificuldades. Pedras gigantes pelo caminho. Não digo não querer colocar o nome, nem falar de um assunto ou outro, isso é normal. Em livros, em jornais, em revistas, na televisão. Cada um pode falar só aquilo que tem vontade e também falar ou não seu nome. Agora, e quando a pessoa é rica em experiências, morre de vontade de dizer muitos ensinamentos sobre o amor, mas não pode. Porque outra pessoa a proíbe?

Isso acontece e muito. Com vários casais. Dezenas. É mais comum do que você possa imaginar! Mas ainda não é esse o problema cerne do post de hoje. Cada um sabe o por quê das decisões que toma. Eu quero falar de algo muito mais grave. (Porque eu sou uma pessoa que não tenho medo de falar, de apertar o dedo lá na ferida onde dói.): É quando a mulher de pequenas em pequenas anulações chega em um ponto que não pode mais trabalhar, porque o marido não deixa, não pode sair de casa com as amigas, porque o marido não deixa.

Você acha que isso não é realidade? Existem muitas mulheres infelizes, que para não morrerem sufocadas separam de seus maridos. Já vi isso com meus próprios olhos. E falo de uma questão muito próxima, de casais que vivem um amor militar.

O que tem a ver Li, a questão dos comentários com a atitude dos homens machões? É que uma coisa leva a outra. Tudo começa com o namoro. A cada vez que você aceita que alguém te imponha uma linha de comportamento que te anula e você se cala, isso vai acumulando mágoa dentro de si. E a outra pessoa vai achando que pode ir além. A situação rola como uma bola de neve que vai crescendo, até que cai na sua cabeça como um peso.

Uma amiga (Ariel) tem um lema muito legal no namoro dela, que de tanto me repetir isso, já ficou gravado na cabeça: “Fale o que você pensa e debata o tema com seu namorado, sem provocar brigas, mas fale, aprenda a ouvir”. É mais ou menos isso que ela sempre me ensina. Porque se você se fecha e deixar de falar o que pensa, de ser o que você é... Um dia explode... E um amor muito legal pode ter desbancado para um rumo que levou a destruição, quando poderia ter sido para o crescimento e amadurecimento duradouro.



p.s: Confiram a entrevista de hoje do meu novo livro, porque eu tenho certeza que você vai se emocionar de verdade. Não de tristeza, mas de felicidade, por ler uma história de amor tão singela e tão rica da Ariel, não vou falar mais nada!!

Leia! >> (clique aqui)

3 comentários:

Ana disse...

LI do céu!!!!! vc adora remexer a feridinha oculta né!!!! meu Deus!!!!! mas eu AMO O SEU JEITO LIVRE E DESPRENDIDO DE SER!!!! EU NAÕ TO NEM AI, COMENTO, ME IDENTIFICO SEM NEURAS!!!!! TEM TANTAS ANAS BRASIL AFORA...RSRS!!!! MAS É UMA QUESTÃO COMPLICADA... EU MORRERIA SE TIVESSE ALGUÉM QUE ME DISSESSE NAÕ PODES, NÃO DEVES, NAO DEIXO... PORQUE EU RESPONDERIA: (DESCULPEM A PALAVRA QUE VOU USAR AQUI...) EU POSSO, EU DEVO, EU VOU... E POR QUE ???? PORQUE EU QUERO E VC NAÕ VAI DEIXAR ? NÃO DEIXA O CARALHO!!!!!! QUEM MANDA NA MINHA VIDA SOU EU E NINGUÉM MAIS!!!!! NEM MEU PAI ME POE TANTO CABRESTO!!! EU SOU ARREDIA POR NATUREZA, MAS PREZO POR MINHA PERSONALIDADE!!! CUIDADO COM AS SUAS ANULAÇÕES... POIS UM DIA RESTARÁ DUAS OPÇÕES PARA VC... OU VAI SER UMA MULHER INFELIZ E REPRIMIDA PRO RESTO DA VIDA E POR ISSO AMARGA COMO MUITAS QUE EU CONHEÇO, OU ENTÃO VAI CHUTAR O PAU DA BARRACA E REFAZER SUA VIDA EM BUSCA DE LEGITIMA FELICIDADE!!! O QUE VC VAI ESCOLHER ?????

Gente, desculpa a revolta, mas eu ando puta com certas situações... nunca se anulem... uma mulher que se anula, com o tempo se torna insuportável!!!!

bjus

Quel disse...

Li!!!
Ta super certa em trazer a tona esse assunto sim, tem muitas amigas minahs que se anulam totalmente ja no namoro, imagina se casa?!Acho que isso é algo que tem que tomar cuidado desde o inicio tb!!!
Ah...e po, sera que so meu namorado acha legal eu participar do blog e da o maior apoio???Diz que é bom eu conhecer outras pessoas em situação parecida comigo!!!
Mas tudo bem...é isso!
Beijinhosss

Plincesa Lucy disse...

Esse é um problema muito grave. Acho que ambos têm culpa e se não for um assunto posto em pauta (e lá vai eu pra meu velho "deitado": diálogo), não vale a pena continuar o relacionamento.

A mulher não pode permitir ser suprimida, nem o homem pode suprimi-la. E vice-versa (é, acreditem, acontece o contrário também). Se isso ocorre em um relacionamento é porque falta algo ali... no mínimo, o respeitopela identidade do outro (e pior: falta respeito por quem a pessoa diz amar!). Eu não entendo essas pessoas... eu faço qualquer coisa pelo meu relacionamento, até me anularia (e seria infeliz) só para vê-lo feliz e contente. Mas, eu fui abençoada com um homem de Deus, que entene princípios e nunca deixaria que eu fizesse isso - nem por ele, nem por ninguém - e é por isso que ambos fazem a sua parte, dão tudo de si, para que o relacionamento esteja solidamente firmado na rocha principal (que é Jesus Cristo, sem Ele, nada é perfeito) e cuidamos do nosso jardim (relacionamento) com muito amor e dedicação - porque amor por amor, não basta, é preciso dedicação para manter o amor vivo. É mesmo um jardim que precisa de dedicação e carinho para que floresça lindo e saudável.

Oro a Deus para que as pessoas consigam entender dessa forma e não levar para os seus relacionamentos atuais, frustrações dos anteriores, arruinando qualquer chance de progresso.

Li, adorei o texto. Divertido e engraçado como você é! E ainda assim, leve e gostoso de ler.

Acho que já chega de "parabéns", não é? Isso não é ensino fundamental e eu nem sou sua professora. Prefiro um "o texto tá maravilhoso! Arrebentou, amiga!!!", um beijo e... fim. =) (rsss)