11/06/2007

Inquietações do coração

E aquela música não sai da minha cabeça...

“É que as vezes acho
Que não sou o melhor pra você
Mas as vezes acho
Que poderíamos ser o melhor pra nós dois
Só quero que saiba...

Entre razões e emoções a saída
É fazer valer a pena
Se não agora, depois não importa
Por você posso esperar...”


Meu coração está do tamanho de uma folhinha, tão murcha, como se estivesse morta. Ele foi embora e, mais uma vez, milhões de pensamentos e arrependimentos passam pela minha cabeça...
Estou há algum tempinho no dilema “Escrevo ou não?” e então hoje resolvi perder o medo e pedir ajuda.

Dia 17 de Junho, 2 anos de namoro. É tanto, tantas coisas, que posso garantir já termos passado por TUDO, inclusive um brevíssimo término de 20 dias nas férias de dezembro.

De qualquer jeito, serviu pra acordarmos (ele principalmente) e recomeçarmos tudo de novo. Há 6 meses, desde a “volta”, estou vivendo um conto de fadas. Toda aquela chama voltou, as mensagens no celular, as declarações constantes... E para mim, nunca é o bastante! Mas então porque estou chamando de conto de fadas, se não é o bastante... !?

Ele me mima, da forma dele, sem muitas “explanações” e acho que, por falta de opção, por necessidade de encrenca, eu implico com esses detalhes tão pequenos. Nem tanto com ele, mas comigo mesma. Um exemplo !? O bendito orkut...




Ele não é do tipo que manda testemonial sempre que conecta, nem scrap e em seu álbum não existe uma declaração se quer, uma única legenda “bonitinha” para mim. E TODOS os dias, por mais que ele FALE coisas lindas, eu entro lá e fico me lamentando, me julgando “A INFELIZ!”. Não sou 100% feliz por causa de uma legenda ! É aceitável !? Não sei ao certo!

Ele não é do tipo que me beija loucamente a todo o momento, principalmente no cinema... Sempre vemos o filme, parecendo um casal de velhinhos (juntinhos, e ele mordendo ou beijando minha mão). Olho o tempo inteiro para os lados e vejo os casais se engolindo, mas nós assistimos ao filme. Será que ele não sente mais vontade de me beijar? Perdeu a graça? Será que só é bom quando estamos na cama ?! Cinema virou sinônimo de tortura. Sempre saio arrasada e com milhões de perguntas na cabeça. Mas será que é motivo para acabar com um dia todo? Ir ao cinema e ver um filme, ao invés de beijar, beijar e beijar...?

Ele diz o tempo todo que sou linda, que é completamente apaixonado por mim, que sou sua única força, sempre me compra presentinhos, sempre um chocolatinho ou uma bala que seja, diz que não sabe o que faria sem mim (segundo um scrap deixado por ele mesmo, essa sexta-feira: “E nesse tempo só tenho pensado em qt vc me faz falta lá na AMAN, e o quanto eu seria mais triste e sem força se vc n estivesse comigo sempre q eu venho pra casa, e até algumas vezes lá na AMAN msm...Queria dizer q te amo, e que vc é mt importante pra mim. Mt.”).“Eu te amo muito” também não falta, ouço umas 20 vezes por dia. Sou sempre princesa, amor, mô, cheirosa, “xêro”, cheirinho de amor, mas pra mim nunca é o bastante. Não durmo pq NAQUELE dia ele não disse que eu o faço muito feliz! E por mais que ele fale milhões de outras coisas lindas, eu SEMPRE arrumo um jeitinho de ficar mal.

Talvez eu esteja louca e muitas vezes VEJO e SEI que não deveria estar cobrando aquilo, que é besteira, mas cobro. E ele ? Me julga sempre certa, pede desculpas e diz que não é por mal, que é sempre tanta coisa na cabeça e que, quando vem pra casa, quer fazer de tudo um pouco, mas comigo ao seu lado. E eu insisto “Mas vc pensa em terminar comigo?”. Chega a ser exaustivo, mas a minha necessidade de carinho é TÃO grande que não me agüento. Devo estar ficando realmente louca.

O final de semana se resumiu NELE, não em NÓS! De sexta a domingo não soubemos de outra coisa a não ser os KITS da Siesp ! Saíamos de casa às 10 da manhã e só voltávamos as 19:00, mas ainda assim, não acabava por aí. Íamos até as 22, 23 horas, verificando itens, passando remédios pra pequenos frascos, passando fita isolante em uns 10 potes, além das etiquetas, plastificações, etc. Em momento ALGUM pensei em deixá-lo sozinho naquela “missão”. Andamos por umas 10 farmácias, 15 lojinhas de “bagulhos”, mercados e até pro centro da cidade fomos, 2 vezes, atrás de soro glicosado 0,5. E não é que nem lá tinha... !? O resultado ?? Ele absurdamente nervoso. A única pessoa ao seu lado? Eu! Mas que novidade! Domingo ele me pegou aqui em casa as 10 da manhã, passou depois e tbém pegou um amigo da AMAN para ir até a casa dele e assim terminarem juntos (só estava começando) os benditos kits! Chegamos e os 2 foram correndo para a sala, jogando tudo pelo chão. Mas e EU ?! Me vi sozinha na porta do elevador. E tudo que eu andei e fiz por ele naqueles dias ? Me subiu até a ponta da língua. Respirei fundo e fui para o computador. Nunca me senti tão sozinha como naquele momento, nunca me senti tão desvalorizada. Pq ele não enxerga tudo que eu faço !? Pq não dá o valor que eu mereço!? Aquilo ficou me martelando. E do quartinho eu só ouvia os 2 falando na sala “Pega o remédio tal, joga no potinho tal, pega o kit de sei lá o que, o coturno não sei das quantas e bla bla...”

Minha sogra me chamava pra levar pastelzinho pra eles... Todas as vezes que eu chegava, ele sorria desesperado, me dava um beijinho na perna e agradecia pela tigelinha de pastel “Brigado minha princesa”, mas eu não tinha nem tempo de retribuir o sorriso, pq ele já estava vidrado naquele monte de coisas de novo. E então eu saía, calada. Não me ofereci em momento algum para ajudar. Ele não parecia precisar mais de mim, não havia me chamado pra ficar nem por perto. Fiquei no computador por volta de 30 minutos, louca das idéias. Logo ouvi minha sogra dizendo que ele estava me chamando. Cheguei na sala de novo, ele me olhou com os olhos mais desesperados que já vi: “Mor, me ajuda, por favor, princesa!”. Abri um sorriso enorme, sentei na mesa com eles e fiz TUDO ! Ele ficou ao meu lado, tentando, mas não conseguia dar um nó se quer nos benditos elásticos que juntos formavam uma espécie de “estojo” pros itens que seriam levados pro campo. Eram em torno de 100 itens... O resultado !? Minha unha do dedo indicador descolou toda, de tanto nó que dei. E ele do lado, só dizendo o quanto eu era maravilhosa, que tudo que eu coloco as mãos fica perfeito, que não seria nada sem mim... Depois pedia desculpas sem parar, por não estar me dando a atenção merecida... Os passeios prometido para o feriado? Nem ouvi falar ! Ahh, o amigo !? Fez a parte dele, catou tudo e foi embora. Em momento algum se ofereceu pra ajudar. E fomos assim, eu e ele, até 20:30, quando saímos pra rodoviária. O atraso do especial foi de uma hora e ficamos lá rindo, conversando, como se a AMAN não existisse. Foi TÃO maravilhoso ver ele sorrindo por alguns minutos.

Ficava olhando pra ele como se fosse o único homem do mundo ! Seus olhinhos eram tensos, o nervoso de ir embora, o medo da Siesp. Ele não sabe disfarçar, mas não deixava de sorrir e dizer que tudo ia ficar bem. Então, se foi... Uma despedida rápida, e fiquei olhando o ônibus partindo, pensando se realmente valeu a pena a DR de sexta à noite, no único momento livre que tivemos. Ele ali era só um menino, com medo de escalar uma montanha...



Mas a minha necessidade de ser amada e elogiada a cada segundo é absurda. Se ele acorda e não me liga no instante em que abre os olhos, é motivo para eu ficar o dia todo de cara feia. Se ele diz que está com sono, me leva pra casa e entra no orkut quando volta, é motivo para eu não dormir, de tanta raiva. É doentio e por mais que eu SAIBA, não consigo me livrar desses sentimentos estranhos. O que mais eu posso querer dele ?

Meu “depoimento” está parecendo confuso, não é !? Por um lado acho ele egoísta e frio, por outro fico com o coração minúsculo de tanto arrependimento por ter cobrado atenção em um momento tão difícil assim pra ele.

Ele é, SEM DÚVIDA ALGUMA, a pessoa mais desligada do mundo inteiro e sei que tudo que ele faz por mim é sacrificado... Os pequenos detalhes são sacrifícios, mas ele sempre tenta o seu melhor. E eu continuo em um dilema absurdo, me sentindo infeliz, mesmo sabendo que tenho um homem incrível ao meu lado. Não sei mesmo o que fazer. Por ele faço TUDO, me desdobro em cartinhas, declarações, atitudes e ele retribui da forma dele, que não é do tipo que escreve... Coisa que eu adoro. Acho que, por mais que ele faça, eu nunca estou totalmente feliz. Morro só de pensar que posso perdê-lo. E sei que, a longo prazo, meu comportamento vai me levar justamente a isso.

Vejo casais muito menos ligados e preocupados com detalhes do que nós e que vivem absurdamente felizes... E eu, tenho TUDO nas mãos, mas não sei ser feliz.

(Esta página do diário foi escrita por uma namorada de milico)



----> Assim como a anônima, você também pode mandar seu email para o blog, que manteremos totalmente privada sua identidade! O objetivo aqui é dividir as nossas dúvidas, sentimentos! Envie seu depoimento já!!! amormilitar@yahoo.com.br

Uma observação importante: só eu (Eliane) tenho a senha do e-mail do blog, portanto, podem confiar em mim que manterei total sigilo.

4 comentários:

li disse...

Oi, querida Anônima!

Primeiro, fico feliz que você tenha confiado a nós meninas do blog o seu desabafo! Bom vamos por partes, então!

1-Orkut:
O orkut é muitas vezes um grande álbum de figurinhas de "amigos (conhecidos)" em que as pessoas se expõem e trocam as "figurinhas". O seu namorado pode não sentir essa necessidade e isso não significa falta de amor. O que não impede que você fique com falta dos scraps, depoimentos. Mas é hora de aceitá-lo como é e não compará-lo aos outros, porque se fulano manda para a namorada e o seu não manda, da mesma forma o seu milico aguenta uma grande distância para estar contigo, quer prova maior de amor?
O meu caso é bem parecido. Meu namorado não coloca foto minha no álbum dele, segundo seu argumento, ele não gosta de expor a privacidade dele para os amigos ficarem vendo. Ele também não gosta de colocar na imagem do celular, nem deixar aos olhos dos outros. Bom, eu no início ficava triste, reclamava, mas ele disse que eu precisava aprender a aceitá-lo com seu jeito. Sabe que eu aprendi a ser um pouco como ele? A me preservar mais?! E foi até bom!

2-Cinema:
Sabe aqueles casais dando beijo desintupidor de pia, que não vêem uma cena do filme? Eles estão no início da relação, sem dinheiro para um lugar mais reservado e cheios de desejo de sufocar o outro com "promessas carnais". Quando a gente já está um bom tempo com a pessoa e a ama de verdade, há um carinho mais delicado, ao seu tempo. Eu, por exemplo, adoro salpicar o meu namorado com beijinhos antes do filme e ficarmos conversando baixinho. Ai a gente come pipoca durante o filme e VÊ o filme, afinal, foi para isso que fomos né? Se a gente quiser se agarrar tem outros lugares para isso, não?! rs
Será que esses casais que você vê se agarrando são realmente felizes e tem essa demonstração de amor que seu namorado te dá?
Eu também já tive as mesmas dúvidas que você. Mas não troco por nada desse mundo os deliciosos papos com meu namorado comendo pizza (para viagem rs) no cinema, antes do filme, que ficar se esfregando, se eu posso fazer isso na nossa privacidade.

3-Academia:
Eles realmente ficam tão concentrados para que tudo dê tão certinho que acabam sem perceber dando mais atenção para conferir os materiais que propriamente nos apaparicar. Esse fim de semana o meu estava se preparando para uma importante missão e eu internada no hospital. Ele me ligou? Não. Mas ele estava ocupado e não tem culpa se em outro estado não podia adivinhar que eu estava doente. Há que existir uma cumplicidade. Pense sempre no amor como um jogo de frescobol e nunca de tênis. No jogo de frescobol o objetivo é não deixar a bola cair no chão, devolvê-la bem gostosa, fácil de pegar. No tênis, os jogadores são adversários, querem deixar a bola bater no chão.

4-Insegurança:
Há dois tipos de necessidade. A interior e a social. A interior é aquela de você se sentir amada. A social é de você "mostrar" para as pessoas o quanto é feliz e isso te provocar um certo "prazer". As duas são naturais. Mas quando o seu companheiro demonstra do modo dele um amor que não está conseguindo te suprir, talvez seja por causa de sua insegurança.
Um violino com cordas frouxas não toca. Um violino com cordas tensionadas ao máximo não toca. Um violino só oferece a mais bela música quando ele está com suas cordas esticadas no ponto certo. A afinação da vida se dá no equilíbrio.

Meus exemplos pessoais são só exemplos, não devem ser modelo. Só tentei mostrar como isso acontece com muitas de nós. Seja mais feliz e cobre menos do outro...

Beijão da Li!!!!!!!!

feriele disse...

bom n vou escrever assim tão bem quanto a li..afinal ela jah disse td...
vc escrevendo eu me vi em várias partes...
as partes de n ter msgs no orkut ou um testemunhal..
ele diz q n gosta muito dessas coisas e tal ..e q msg no orkut n significa q ele tem mais ou menos amor por mim...
mais lógico q agente quer..mais fazer oq neh....
sobre o cinema..eh oq a Li falou..esses casais q se engolem são aquele q estão soh ficando ou de namoro de pouco... quem jah namora a mais tempo..realmente VÊ o filme...amasso nós podemos dar em outros lugares..kkkkk
e sobre o Eb eh um problema msm..meu amor jah c formou faz tempo em 2004 mais as coisas n mudam muito..são campos cursos e muitas outras coisas...
a solução q achei( eu preferi) é tentar aprender td...aprender como fazer o kit p q serve como c usa como eles chamam..tento enternder td de tds os serviços... tds as girias como funciona td... n eh pq desconfio q ele possa mentir e ai eu vou pegar ele ...kkk...
é pq quero me inteirar da sua vida...qnd ele c empolga conversando com os amigos sobre o quartel presto atenção e hj jah com 4 anos de namoro entendo quase td a conversa(dou ateh opinião...msm q errada..kkkk)...e oq n entendo pergunto peco p me explicar... tipo ele diz q gosta..diz q ve q me preocupo em participar da vida dele e q ele n precisa ficar explicando coisas absurdas pq eu simplismente entendo...
essa foi a minha opção ..em vez de sentar no pc sento e aprendo a fazer KIT...kkkkk
sou assim esse eh meu geito..cada um vai aprendedo como vai ser melhor para ser relacionamento...
estou soh escrevendo isso pq assim vc vê q isso td n contece só com vc..tds nós sofremos desse mal..insegurança...desligamento do namorado..rs.. e td mais..kkk

bjs p ti

PRISCILA LINDA!!!!!!!!!!!! disse...

Menina você vai dar um nó em sua cabeça!
eu também tenho quase 2 anos de namoro e pude observar que vc está igualzinha eu quando meu namorado entrou pra marinha.
Menia não pode ser assim...vc vai estourar daqui a pouco. Tem de coimpreender que vc tem uma vida e seu amado tem outra individual!já parou pra pensar que ele está realizando os sonhos dele? e vc já correu atras do seu?? Sem pensar nele?
Essa nossa vida vai desse ponto em que vc se encontar para pior!trem de se acostumar e ser paciente.
O meu love é também completamente desligado do Mundo e por mais que utente chamar a atenção não adianta...tive de me acostumar com isso. é difícil no início..lembre sempre da pressão que ele vive o dia inteiro...o lugar q ele masi gostaria de estar é em seus braços..ñ crie motivos pra ficar brigando ou se lamentando.
Querer que ele ligue de yhorta em hora não dá né?!?tenha dó!!!vc deve aprender a ficar sem ele...nem semper ele poderá está repsentre como vc já sabe..isso ñ é motivo pra vc ficar de acara feia o tempo todo mocinha!Você deve se mostrar masi madura e disposta a enfrentar tudo! se por causa de um telefone vc já fica de cara feia.. o que será que ele vai pensar quando for para alguma missão?Quem tem uma mulher fraca que ñ aguente nada?? se mostre forte e confiante e primeiro de tudo seja mulher. Força menina.

Tati Martins disse...

Olha eu de volta!!! Me emocionei com o desabafo da amiga aí, pq eu por um longo período passei por isso.
Só que eu aprendi que a gente tem que aceitar o outro como ele é e não ficar buscando um homem de "comercial de margarina".
Aceitar as limitações do outro é uma grande demonstração de amor sabia?!
O verdadeiro e forte amor está nos nossos atos. E vc mesma tem a prova disso.
Aprendi uma coisa mto importante pra poder levar meu relacionamento adiante: Tenho que respeitar as limitações do outro.
Ao querer que seu namorado seja igual a outros vc acaba impedindo-o de ser livre rpa ser quem ele quer ser com vc.
Imagina toda a pressão que ele passa na Academia... Qnd ele chega, quer simplesmente ser ele mesmo COM VOCÊ. Só que ele acaba recebendo inúmeras cobranças. Complicado, né?!

Ainda vai levar algum tempo pro seu amor por ele deixar de impôr condições pra existir e quando isso acontecer, vc vai conseguir espantar todos esses fantasminhas que assolam sua cabecinha.


~>Cuide Bem do seu Amor, seja quem for*


Beijos da Tatizinha!


Saudade de todas!