22/05/2007

Ele não é mais o mesmo, mas ainda o amo


Primeira vez que escrevo no diário, apesar de sempre ler os depoimentos. Vou usá-lo como um desabafo.Estou me sentindo muito sozinha ultimamente.

Vou contar como foi que começou tudo. Conheci o Jorge no Colégio militar de Belo Horizonte. Eu entrei lá na quinta série. Eu já estava no primeiro ano, quando ele entrou pro CM. Ele me chamou atenção desde o primeiro dia que o vi, mas ele nem reparava em mim. Também havia muitas meninas do colégio dando mole para o novo aluno que eu nem ia me atrever a disputá-lo!

Fiz amizade com a Camila, minha melhor amiga até hoje. Ela era da minha sala e tinha feito amizade com o Jorge e os outros novatos que entraram junto com ela. Eles ficavam em todos intervalos juntos, mas eu não ficava na sala com minhas amigas antigas(acho que elas não vão gostar desse termo..rsrs).

Depois de um tempo, através da Camila me aproximei de todos os novatos. Oprimeiro ano foi incrível. Formamos um grupo de amizade e até hoje, depois de 4 anos sempre nos encontramos.

Comecei com uma amizade com o Jorge, ele me contava tudo e eu o contava quase tudo (Não contava que gostava dele!). Ele era apaixonado pela Patrícia, que tinha namorado e não queria nada com ele e eu, por incrível que pareça o ajudava com ela.

Um certo dia, fomos fazer trabalho na casa de uma amiga(Jorge, Patrícia e eu). Os pais da Maristela não estavam em casa e eu tinha feito uma carta pra entregar pro jorge contando que eu era apaixonada por ele. Custei a me decidir a entregar, quando peguei a carta e coloquei no bolso da jaqueta do colégio. Ao entrar na sala, me deparo com um beijo apaixonado entre Jorge e Patrícia(Hoje, ele me conta que estava a fim de ficar comigo naquele dia, porque estava cansado de correr atrás da Patrícia, mas imaginem, logo nesse dia ela ficou com ele.

Desisti de entregar a carta (lógico!) e conversando com ele depois me demonstrei alegre por ele. Ela não ficou mais com ele, mas o iludiu aponto dele passar o resto do primeiro ano apaixonado e correndo atrás dela (nossa, era patético!) Era tipo o Caio e a Isabela(
da novela da li), mas eu fazia papel do Caio.

Acabou o ano e eu havia me afastado muito do Jorge depois de ter mandado uma carta falando que não queria mais trocar cartas com ele e aquela seria a última. Não dei motivos concretos de me afastar dele, mas ele também nem se interessou em saber.Só me entregou uma carta dizendo que não era aquilo que ele queria, mas se eu queria assim...

As ferias chegaram e eu comecei a trabalhar na loja da minha tia pra ajudá-la no movimento de fim de ano...estava naquele tédio sozinha na loja quando, de repente, ele me manda uma mensagem, chamando pra ir no cinema com a galera do colégio. A boba claro que concordou pra minha surpresa sé tinha eu de mulher e os meninos tiraram par ou ímpar pra sentar do meu lado(foi hilário). O jorge perdeu, mas sentou do meu lado mesmo assim. Começou o filme e senti a mão dele na minha mão, depois de algumas carícias,deitou no meu ombro e um beijooo, um longo beijo que me fez a pessoa, mais feliz do mundo naquele momento. Ficamos o tempo todo abraçados como namorados até a hora que fui embora.

Depois disso ficamos as ferias inteiras. Mensagem no celular 24h e sempre nos encontrávamos nos fins de semana. Fomos para Serra do Cipó (Eu e meus pais estávamos indo e aproveitei para chamá-lo com o pessoal do Colégio pra ir também).

Acabou que apenas ele e o neto foram. Foi perfeito, o início de tudo pra ele(que disse que descobriu que tava apaixonado por mim lá na serra, e eu me sentia amada...).

As ferias estavam acabando e fomos num show da bartucada no sábado, 2 dia antes de começar as aulas. Foi bem legal reencontrar a galera do CM lá. Foi muito divertido, quando todos descobriram que o Jorge estava ficando comigo(o que foi surpresa pra todo mundo, pois o colégio em peso sabia do amor que ele sentia pela Patrícia)falando nela. Ela tinha viajado as ferias inteira.

Quando o show terminou ele me disse que tinha que conversar comigo (pronto.. já vem bomba- pensei). Disse que tinha ido ao colégio na parte da manha pra resolver umas coisas e encontrou a Patrícia lá...
__Ham... eu já estava até esperando...
__Eu tive uma recaída. Senti que ainda gosto dela!, disse todo calmo, olhando nos meus olhos.

Eu agi como se não tivesse me machucado aquelas palavras, mas no fundo. Eu queria explodir. Fiquei seca com ele depois disso e fui embora. Ele me ligou várias vezes e eu não atendi. Me mandou várias mensagens que eu nem li, estava cansada de sofrer e sabia que ia começar tudo de novo, eu já tinha sofrido um ano aturando aquela paixão dele.

Simplesmente cansei!

Domingo, desliguei meu celular durante o dia. À noite, tive que ligar pra ativar o despertador porque na segunda começavam as aulas. Uma enchorrada de mensagens dele. Li todas chorando. Já tinha passado o pior dia da minha vida. Ele me ligou(meu coração disparou), atendi em choque:
__Oi.
__O que está acontecendo com você?, já chorei o dia todo.

(Como assim ele tinha chorado por mim?)

__Chorou por quê?, perguntei como se nada estivesse acontecido
__Porque você está me ignorando, odeio quando não me deixam explicar e esclarecer as coisas...
__ Você não precisa me explicar nada. Nós não estamos ficando
mas, já entendi.
__Pára de ser infantil!, ele falou num tom mais alto...

Desliguei o celular.
(chorei... chorei)

.....triiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!!

O despertador tocou e eu ia ter que ver o Jorge e Patrícia também(que era minha colega).Cheguei na sala e sentei, alguns segundos depois adivinha quem apareceu pra conversar comigo? Lá estava ele, lindo como sempre diante de mim.

Sentou na mesa da frente e ficou olhando pra mim. Ficamos um bom tempo nessa troca de olhares sem falar nada, até que eu soltei:

__Num vai falar nada?

Ele deixou uma carta na minha mesa e se levantou. Fiquei com os olhos fixos nele. Quando chegou na porta, ele se virou pra mim:

__Tô esperando a resposta.

E saiu da sala...

Começou a aula e eu li a carta inteira. Ele me pediu em namoro. Falava que descobriu que o que sentia por mim era muito maior do que o que ele sentia por ela.

Pronto, começamos a namorar.




O segundo ano foi perfeito. Ele foi romântico e carinhoso.
Eu assistia os jogos de futebol. Ele sempre que fazia um gol beijava
a aliança e olhava pra mim, me sentia a pessoa mais amada do mundo. A historia com a Patrícia acabou mesmo. Ele se afastou totalmente dela e
todo mundo via que estávamos apaixonados.

No fim do ano ele fez a prova da PREP e passou. Eu nem tinha caído na real que ele ia ir embora e até o ultimo dia eu nem havia chorado.

Ele foi e nosso namoro continuou firme e forte, claro que ver o namorado uma vez no mês, depois de estar acostumada a vê-lo todos os dias foi muito ruim, mas superamos.

Bom, agora ele está no primeiro ano da AMAN e agora que começa meu pedido de socorro. Estou sentindo ele distante de mim. Não que não seja atencioso. Mas não me sinto amada como antes, sinto que os "te amo" já não tem a intensidade de antes. Se tornou costume, apenas palavras. Já conversei com ele, mas ele disse que está tudo normal e que não agüenta mais ouvir que ele está seco.

Não sei o que faço. Ele diz que a AMAN deixa as pessoas assim (será?)

Agora queria muito ir à Resende na festa junina e conversar com ele pessoalmente. Mas estou sem grana. Ele propôs pagar o hotel. Mas fica difícil pra eu ir agora e no Espadim.

Então, preferi ir ao espadim. Não sei quando ele vai poder vir pra BH. Já pensei em terminar. Porque agora ele não é mais o homem que me apaixonei. Mas amo ele demais e meu amigo que está lá com ele fala que ele me ama demais também, que fica louco pra vir me ver e que é só neura minha. SOCORRO!!!

Agradeço quem teve a paciência de ler tudo isso. Se tiver algum conselho, ou pelo menos queira conversar comigo, vai ser muito bom, me add no msm:
daydbjo@hotmail.com

Valeu gente!!!

(Esta página do diário foi escrita por Dayanne Letícia)

15 comentários:

Li disse...

Oi, Dayanne.
Que luta, que conquista... E ainda faltam outras batalhas. Viva cada uma de uma vez. Ele não voltará a ser o mesmo, porque está em constante transformação. Ficar aqui no mundo demanda uma energia tamanha para preservar o amor. Quando ele te liga, você deseja que só as palavras sejam uma bateria que recarrega essa energia. Mas palavras não são atos, não são beijo na boca, não é sexo gostoso, não é sorvete, não é e não é... tanta coisa que constituem uma relação sólida.
Parece, então, uma grande loucura para as pessoas entenderem como você consegue, como nós conseguimos. Mas saiba que isso que você está passando eu também passo.
Hoje, por exemplo, eu cheguei morta de cansada do trabalho, louca de saudade. Faz dias que ele não me liga mais. Dias não, meses. Desde que comprou o lap top... Afff. só msn. Então, disse 10 vezes que o amava e ele na dele.
Ai me explicou que estava irritadíssimo, porque não comprou não sei o quê, que o cartão tinha bloqueado, que tinha que mandar um fax e tal... Eu sei que fiquei tão triste...
Eu estava ali querendo ouvir qualquer carinho e ele queria falar de mochila que comprou no mercado livre!
Pensei o quê? ELE NÃO ME AMA MAIS.
Mas ai parei e racionalizei. 5 anos trancado, sem vida alguma, e eu aqui fora... Cansado, fadigado, puto... Isso não quer dizer que não me ame...
Ele teve que dormir e eu estou aqui... com este mesmo vazio...
Muuuito ruim isso.
Mas amanhã é um novo dia para mim, e que eu consiga acreditar em todas as desculpas que dou para mim, porque seja elas verdades ou não, eu só estou aqui porque ainda acredito.
Não desiste não... O amor está nos atos, não nas palavras... Pensa nisso. O Espadim vai ser um dia de sonho. Aguarde.

Li disse...

Metade (Oswaldo Montenegro)

Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
pois metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que falo
não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimento
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
e a outra metade um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
que me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
e a outra metade não sei
Que não seja preciso mais que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço
Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é a canção
E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.

Thati Bessa disse...

não sei o que dizer apenas muita força minha querida....que DEUS te abençoe infinitamente...a única coisa que posso lhe dizer é que a vida nos reserva vários caminhos e as vezes achamos que estamos caminhando certo porém lá na frente DEUS nos mostra o caminho certo, o seu vai ser encontrado logo, logo, meu msn é kjusabessa@hotmail.com. não estou entrando muito pois, estou começando a terminar meu curso e vem aquela história de monografia, mais quando eu puder a escutarei com todo prazer, estamos aqui para nos ajudar!!!um xerão forte no teu coração...xeroooooo...

Dayanne disse...

nossa gente.. muito obrigada...
Li adorei vc.. me ajudou muito com suas palavras....e com o seu tempo perdido pra me ajudar...
Thati...
jah te add no msn.. muito obrigada pela força...
hj percebi o verdadeiro objetivo desse blog..
e estou muito feliz por poder me desabafar e receber tanto carinho...
adoreiii vcs... vlw msm gente...
foi muito importante pra mim...

suzy disse...

Olá moça,
primeiramente quero te dar parabéns pela sua conquista.Você tem uma história muito bonita e um amor forte que te ajudou a suportar tudo que voce passou no primeiro ano e ainda te deu forças para ir a luta e conquistar o seu amor.
Pois bem,o meu namorado também está no primeiro ano e eu posso te falar que sei muito bem o que voce está passando.E também estou sentindo esta mesma insegurança.Há um tempo eu percebi que ele está diferente comigo,meio seco,frio...Já falei isso para ele,mas mesmo assim,nada mudou.Tem dias que eu enxergo nele aquele menino carinhoso e manhoso por quem me apaixonei mas tem outros que não! e eu fico muito mal com isso achando que pode ser algum problema com o que ele sente por mim(confesso que ainda não encontrei a resposta...)
um dia conversando com a mãe dele ela me falou que também percebe ele diferente quando está lá...e eu fiquei feliz por isso não acontecer só comigo!
Gostaria muito que ele voltasse a ser como era antes.

Te add no msn,tá?aí podemos conversar melhor.

Beijos e muita força!

Dayanne disse...

valeu suzi...
quero msm muito conversar com vc..
e exatamente oq to sentindo...
as vezes tbm cnsigo ver aquele menino romantico por quem me apaixonei...
nos vemos no espadim ne?
vlw por td!!
bjus

Jéssica Daiane disse...

Lindo texto.... uma historia de amor linda... pois é.... é sempre muito estranho quando nossos garotos crescem... e como deixamos de ser a unica rezao pela qual eles vivem...é tanto tempo q eles passam lá dentro q aquilo se torna a vida deles....
muito força pra vc...
beijos

Dayanne disse...

valeu pela força jessica...
me add no msg: daydbjo@htmail.com..
pra poder contar o desfecho dessa historia pra vc depois.. e tambem vou adorar te conhecer..
bjos

Tita disse...

Oi Day! Li o seu texto e adorei! O meu namorado tb está no 1o ano e eu sinto essa solidao as vezes. Quando vc só quer falar e ouvir respostas carinhosas, mimosas e ouve histórias sobre campo e treinamento. Eu acho o máximo essa coisa toda da AMAN, mas tem horas que vc não quer saber de nada disso! Mas eu vejo isso como um jeito que eles tem de bloquear a saudade. Além do que, eles vivem falando pra deixar a gente orgulhosa.
Todo dia eles estão cansados, fazem tantas coisas (e o deslocamento é correndo no 1o ano)...
Mas é claro, no fds nao perdoa naaao uahauha!
Eu te adicionei no msn viu? Dai conversamos mais (tb pq eu sou horrivel pra escrever esses comments assim... me perco toda nas ideias) Bjooo

lumaaa disse...

Oi menina,
Deixe me apresentar sou Luciana mas todos me chamam de Luma pelo fato do meu nome ser composto (Luciana Maria). Primeiramente lindo texto e bonita coragem de conquistar seu amor. Sou namorada de um aspirante que se formou ano passado na Aman. Namoramos há 6 anos e 7 meses, ou seja, assim como você começamos a namorar no cm. E isso que você esta relatando acontece com todos os meninos e me arrisco a dizer sem exceção, por que convivendo com outras meninas que também namoram cadetes e aspirantes essa mudança é nítida e eles não mudaram por causa da gente e sim por causa da vida que andam levando. Estão sempre preocupados em fazer um bom TFM, um bom serviço e preocupados com a maldita punição no fim de semana, isso sem contar nas provas...na ausência das famílias, das namoradas e dos amigos. Pra gente é muito difícil essa posição de expectodoras disso tudo por que achamos sempre que é com a gente e nossas cabeçinhas fervem cheias de neuroses. Você pode ter certeza que hoje seu namorado é mais maduro, está mais firme em suas escolhas e isso inclui você. Por que pra eles hoje prova de amor não é torpedos, cartas e nem “te amos” apressados no telefone, e simplesmente fazerem de tudo pra que final de semana seja tranqüilo ao lado de nós namoradas... afinal você acha que a preocupação de punição no fim de semana é por que?
Nossa você anda vai passar por muitas... e amar o militar que ele são, é simplesmente a maior demonstração de amor a eles , paciência e companheirismo!

QQ coisa estamos aí linda

kel disse...

Em 1 lugar parabéns pela sua força e precevernça...vc o conquistou!heh

Olha concordo com vc na parte da mudança, mas olha tb passei por isso e como as meninas disseram ai em cima é normal, apesar de ruim...la eles tem uma vida muito mais dificil do q agente aqui fora pode imaginar,são tantas coisa sa serem feitas, e se tudo não bastasse eles ainda temq conviver com grande saudade no peito!
o meu conselho é q vc seja paciente com ele, pq é o ele vai precisar...de muito paciencia viu!
se ele naum te amasse ele naum se preocuparia com vc!!
te add no msn...kel cortinovis
bjs

carol disse...

Bem vinda ao clube menina...bem, primeiro parabéns...meu amor tnm estudou no cm e eu tbm...mas só começamos nosso namoro no fim do meu terceiro ano, quando ele já estav ana aman...sei o quanto ele parece mudado, mas acredite, a aman muda sim os meninos....eles não são mais os garotos que convivíamos....bem, eles tem que aguentar muito a barra lá...e por vezes criam tipo uma casca para se defender um pouco do mundo...não entre em paranóia..converse com ele sim, com calma e tempo, nunca pelo telefone e nem por carta...sempre que puder dê apoio..eles sentem muita falta desse apego...pena vc não ter grana para festa....que assim ele ia se sentir mais aliviado e vc tbm! o amor aos poucos vai amadurecendo, sabe, e aos poucos vc não vive mais aquela paixão do inicio...talvez vc esteja nessa fase!mas acredite uma história que passou por tantos poréns e contras tem tudo para vencer...a aman é bem pior que a prep...de força para ele e tente curtir sua vida ai sabe...se vc parar para pensar nisso tudo toda hora vc pira...e pira mesmo! então, aproveite as amigas, os pais, o cachorro, a vó, o avô...vai bater pernas no shopping, ao cinema....relaxa....e sempre que der de força a ele, diga o quanto gosta dele...ele está numa fase difícil..o primeiro ano é puxado, eles são cobrados como nunca antes foram....então eles tbm piram um pouco...se sentem sós, desamparados, muitos tem vontade de sair de lá correndo...tente amenizar isso para ele, e essa fase vc vai ver vai passar logo e o amor vai cada vez mais florescer!
Ah, perdão, não me apresentei...Meu nome é ana carolina, mas chama de carol....ou ana...e namoro a 5 anos e meio um tenente formado em 2003!
beijos....

Nathy disse...

Pois eh... Ontem eu estava falando sobre isso com a Li, no telefone...

Estou passando pela msma situação!!

x(

Mais como todas as meninas aih disseram, isso acontece com todos os namoros (pra mim foi até um calmante saber isso).

Vi que não era a unica e que talvez o problema não seja comigo...

Beijos meninas!

Dayanne disse...

tita, lumaa, kel, carol e nath... vcs nao sabem o quanto tao me ajudando, ou melhor, o quanto me ajudou...
vcs passam ou passaram pelo mesmo que eu...vou fazer um texto agradecendo a tds vcs...e contando td que aconteceu... vlw meninas..
muito bom conhecer vcs!!

Anônimo disse...

olá
li sua historia.
nao é facil mesmp a situacao é muito complicada.
eu tbm namoro um rapaz que estuda na aman, estamos namorando faz uns 6 meses.
os rapazes estao em fase de transformacao, adaptacao, o que eles aprender por lá é algo muito rigido, muito rigoroso, embora vc pense q nao, mas eles muitas vezes estao ate cansados ficar passando por tudo isso.
infelizmente eles aprender ser pessoas menos sensiveis, ja pensou um cadete, soldado ou q for choram ???? ele pode ir a guerra?? srrs, claro q nao né.
ele esta virando um homem, maduro, mais exigente com ele mesmo, nao leve tudo a ferro a fogo, ele pensa a mesma coisa sobre vc só q o comportamento mudou diante a situacao q eles passam.
uma coisa eu falo com toda certeza, se ele estivesse fazendo faculdade em outro lugar e trata- se vc dessa maneira seria bem mais provavel q ele nao ti amasse mais, mas como eles estao lá, a cabeca mil por hora, correria o dia inteiro, eu tenho certeza q ele nem tem tempo para pensar em outra pessoa, ou querer encontrar ou pessoa, pq ele vai querer correr atras de algo tudo de novo??? ele ja sofreu o suficiente, creio eu que nao gostaria q vc passasse pela mesma situacao, qdo ve lo nem toque nesse assunto
viva o dia como se fosse o ultimo, amanha vc vai parar e pensar, p q fiquei pensando todas essas coisas ???. p q vc vera q tudo isso é bobagem.
envie carta para ele como fotos de vcs, para de ficar lamentando, se vc continuar duvidando do amor dele, talvez ele se canse, pq vc nao esta sabendo suportar a situacao.
tome cuidado vc pode perder o amor de sua vida.
beijos se cuida
coisa coisa
luary7@ig.com.br
bom fds.
ore a Deus peca iluminacao a ELE, tenho certeza nao ira desamparar, ira conceder todas as respostas q precisa